Seu comparativo
TOP 10 QR
Os carros mais procurados da semana no site Quatro Rodas
  • Up
  • Onix
  • Duster
  • HB 20
  • Novo Ka
  • Corolla
  • Civic
  • Golf
  • Focus
  • New Fiesta
  • | A-Z |
Newsletter
Assine a Newsletter QUATRO RODAS
PUBLICIDADE
Auto-serviço | Autodefesa
Apagão no motor do Ka
Março 2009

Apagão no motor do Ka

Motor do compacto para de funcionar sem aviso e deixa os donos no meio da rua

Por Waldez Carmo Amorim
Lista de matérias por data:

ALTERAR O TAMANHO DA LETRA  

Você está dirigindo tranquilamente seu carro quando, de repente, o motor se apaga e o deixa na mão. Depois você gira a chave uma, duas, várias vezes e nada. Não se ouve nenhum ruído. O veículo está parado no meio da rua e o único jeito de sair de lá é chamando o guincho. Para piorar a situação, imagine que se trata de um carro zero-quilômetro. Quem tem vivido esse drama são alguns proprietários do novo Ford Ka, tanto com motor 1.0 como 1.6.

Conversamos com quatro proprietários que passaram por essa situação, mas é só telefonar para algumas concessionárias Ford para descobrir que o defeito é mais comum do que se imagina. “A Ford já conhece o problema, mas não nos passou nenhuma solução. Portanto pare o veículo assim que o motor apagar e ligue para o nosso guincho”, disse um funcionário de uma autorizada do interior de São Paulo, quando nos identificamos como donos de um Ka que apresentou o problema.

O apagamento do motor se manifesta principalmente no momento em que se troca a marcha, como foi o caso da relações-públicas Raquel Almeida Barraca, de São Paulo (SP), dona de um Ford Ka 1.0 2008 com 5 000 quilômetros. “Comigo aconteceu quatro vezes. Em todas, a autorizada teve de codificar novamente a chave”, afirma Raquel. Mesmo assim, o defeito sempre voltou. “Depois resolveram trocar o módulo eletrônico e deu certo. Só que quatro meses depois o motor voltou a apagar. Em janeiro substituíram a antena do sistema antifurto e até agora não tive mais o problema”, diz.

O médico Paulo Roberto dos Santos, do Rio de Janeiro (RJ), dono de um Ka 1.6 2008, já conhecia o problema antes de comprar o carro, por meio de fóruns de discussão na internet. “Desde o dia em que retirei o Ka da concessionária, eu estava receoso de que isso poderia acontecer. E aconteceu umas 15 vezes comigo, ou quando eu mudo de marcha ou em percursos longos, quando rodo com o carro por mais de uma hora. Em uma das vezes, o motor parou de funcionar quando eu estava entrando num cruzamento”, afirma o médico.

Segundo o chefe de oficina de uma concessionária em Belo Horizonte (MG), a Ford já enviou um comunicado orientando para que a calibração do módulo da injeção eletrônica seja modificada nesses casos. “Para resolver o problema, eu preciso que você traga o carro, deixe-o aqui na concessionária e, na manhã seguinte, farei os testes e a reprogramação”, disse o mecânico.


O POVO FALA

“Um mês após a compra, o motor começou a dar o problema quando eu reduzia a marcha. Na primeira revisão me avisaram que isso continuaria, pois não sabiam qual a solução. Na segunda revisão, reprogramaram o módulo.”
Renata Portella Tarcitano, relações-públicas, São José dos Campos (SP)

“Após um mês da compra do carro, eu estava entrando em um trevo e, ao aliviar o acelerador, o carro simplesmente apagou.”
Luiz Henrique Mangolim Teixeira, estudante, Nhandeara (SP)


RESPOSTA

A Ford informa que atendeu todos os casos relatados, ressaltando que eram ocorrências distintas. Em dois, foram trocados componentes do sistema elétrico. Nos demais, houve substituição de itens do sistema de alimentação ou do módulo eletrônico.


CONTE-NOS SEU PROBLEMA
Seu carro tem algum defeito de fabricação ou de projeto que o deixa irritado? Ouviu falar de problema que mereça um recall? Passou por uma situação em que seus direitos de consumidor foram violados? Então escreva para nós: 4rodas.abril@abril.com.br






Publicidade