Teste de Produto: scanner automotivo Carrorama

O Carrorama lê dados do motor, nível do tanque e carga da bateria, além de mostrar falhas na central do carro. Mas tem pouca utilidade no dia a dia

Carrorama

Não faltam por aí produtos que prometem monitorar o carro pela tela do celular como se fossem um minicomputador de bordo. Mas um deles está entre os campeões de pedidos de teste: o scanner Carrorama, da Multilaser.

Ele é um pequeno plugue plástico (5 x 2 cm) que é encaixado na entrada OBDII dos veículos fabricados a partir de 1996 nos EUA e na Europa e de 2010 no Brasil. Para usá-lo, deve-se baixar no celular um aplicativo próprio (iOS e Android), que dará acesso às informações do veículo via Bluetooth.

Anunciado como um aparelho de diagnóstico capaz de ler 40 tipos de dados, ele foi testado em quatro carros diferentes. Após a instalação, notamos que a maior parte das informações disponíveis são irrelevantes para um leigo – há coisas como controlador EGR, atuador do acelerador ou ajuste de combustível de curto prazo.

O que interessa, porém, também está lá: velocidade do carro, rotação do motor, temperatura da água, carga da bateria, nível do tanque e até a porcentagem de etanol que há no combustível consumido.

À primeira vista, tudo isso parece bem útil, mas na prática a maioria dos números já está no quadro de instrumentos de um carro que não seja muito básico. Outro problema: o que é exibido na tela varia de uma montadora para a outra.

No Honda Civic 2014, por exemplo, tudo é mais objetivo e completo. No Citroën C4 2009 e no Hyundai Tucson 2012, ele não mostrou a porcentagem de álcool no combustível. Já o Chevrolet Celta 2013 apresentou só carga da bateria, nível do tanque e temperatura da água, entre os itens mais relevantes.

Na segunda etapa, pedimos ao mecânico Wagner Gimenez, da oficina AutoFix, para simular panes na injeção e no sensor de temperatura do ar, para testar a função de diagnose. “Nesse caso, ele apontou as avarias, como num scanner automotivo profissional”, diz Gimenez da AutoFix. É verdade, porém, que alguns carros indicam esses defeitos no painel.

Vendido a R$ 149,90, o Carrorama pode ser uma boa ideia para quem tem aqueles carros populares de painel pobre, onde não há conta-giros ou termômetro do motor. Mas num modelo superior, talvez ele não passe de uma divertida curiosidade.

AVALIAÇÃO

Scanner automotivo Carrorama

Carrorama

Nota: 8

Comentário: velocidade do carro, rotação do motor, nível do tanque. Tudo isso ele lê mesmo, mas na prática o app não muda sua vida.

Preço médio: R$ 149,90

Compra: lojamultilaser.com.br

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Mas não é essa a proposta do produto ?
    Tenho um scaner OBDII “genérico” que dá conta do recado, consigo muitos dados que seriam possíveis somente com multímetro e scaner profissional, sem falar nessa parte da leitura de avarias que é muito bom e apaga as avarias.