Teste de produto: ar-condicionado portátil Mini Fan

Oferecido como ar-condicionado portátil para o carro ou escritório, ele não consegue sequer baixar a temperatura em 1°C

O miniaparelho não consegue baixar a temperatura em 1°C

O miniaparelho não consegue baixar a temperatura em 1°C (Eduardo Svezia/Quatro Rodas)

Como se refrescar dentro do carro se ele não vem equipado com ar-condicionado? Para quem acha que só deixar a janela aberta não resolve, o mercado oferece os miniaparelhos de ar-condicionado portáteis. Bem, pelo menos é assim que eles se apresentam nos sites de comércio on-line.

Desconfiados, alguns leitores nos escreveram perguntando se eles funcionam ou se minimizam mesmo o calor. Para tirar a dúvida, escolhemos para testar o mais conhecido deles, o Mini Fan Air Conditioning.

Apesar do nome e de ser anunciado como um “ar-condicionado portátil”, ele não passa de um ventilador que utiliza água gelada ou pedrinhas de gelo para ajudar a reduzir a temperatura do ambiente. Ou seja, continua não inspirando muita confiança.

Pesando só 400 gramas e medindo 11 x 11,5 x 13,8 cm, ele pode ser ligado na entrada USB ou alimentado por três pilhas AA. O produto vem acompanhado de cabo USB, gelo artificial e um sachê para perfumar o ambiente, sem um manual de instruções – apesar de o uso ser bastante simples.

O gelo na gavetinha ajuda a resfriar o ar - mas bem pouco

O gelo na gavetinha ajuda a resfriar o ar – mas bem pouco (Eduardo Svezia/Quatro Rodas)

Para nos auxiliar nos testes, convidamos o técnico Valdecir Vilela, proprietário da empresa Sobrear e especialista com mais de 30 anos de experiência na manutenção do sistema de ar-condicionado automotivo.

A bordo de um Honda Fit 2010, medimos a temperatura interna com um termômetro digital, que no dia do teste registrou 24,6°C. Depois plugamos o cabo num adaptador 12V-USB e enchemos de gelo a gavetinha com capacidade para 120 ml.

Após o aparelhinho funcionar a todo vapor, fizemos a medição no ar que saía do aparelho. A temperatura foi praticamente a mesma: 24,4ºC, caindo só 0,2ºC. Para efeito de comparação, ligamos o ar-condicionado do Fit, que em menos de dois minutos baixou de 24,6ºC para 18,6°C.

“Apesar do nome, definitivamente ele não é um ar-condicionado e nem consegue refrescar ambientes quentes como o do carro. Talvez seja mais interessante como ventilador para quem trabalha em escritório”, diz Vilela, lembrando também que num veículo ele tomba facilmente e a água pode vazar.

Pensando bem, o que podia se esperar de um “ar-condicionado” que custou R$ 55,90?

Avaliação – Mini Fan Air Conditioning

  • Nota: 2,5
  • Comentário: Não se deixe levar pelo nome. Ele não tem nada de “ar-condicionado”: no máximo, refresca. E muito pouco.
  • Preço: R$ 55,90
  • Compra: mercadolivre.com.br
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s