Qual a diferença entre tração 4WD e tração AWD?

Siglas são utilizadas pelas marcas para denominar sistemas diferentes de tração 4x4

Tração integral do Audi Q7

Qual a diferença entre tração 4WD e tração AWD? – Roberto Justino, Goiânia (GO).

Essa é uma questão aparentemente simples, mas que permite mais de uma interpretação. Primeiro, vamos falar sobre o termo 4×4, que significa que, das quatro rodas existentes em um veículo, as quatro são motrizes (carros com tração apenas na dianteira ou na traseira, portanto, são sempre 4×2).

Em termos literais, todo automóvel 4×4 pode ser chamado de 4WD (4-wheel drive, ou tração nas quatro rodas) e AWD (all-wheel drive, ou tração integral), sem distinção.

Na prática, porém, a maior parte dos fabricantes adota a sigla 4WD para veículos com capacidade off-road, como jipes e picapes, que permitem ao motorista escolher o tipo de tração, que pode passar de 4×2 para 4×4 por meio de uma alavanca ou botão.

Em veículos desse tipo, a força do motor geralmente é enviada por igual a todas as rodas em moto 4×4. Isso pode ser um problema em curvas, pois a roda de fora sempre percorre uma distância maior do que a de dentro. Por isso, esse modo de tração não deve ser usado em estradas de asfalto, apenas em condições off-road.

Já a sigla AWD tradicionalmente é adotada por automóveis que possuem tração integral permanente, ou seja, sempre ativada. Tais sistemas conseguem variar o envio de torque de uma roda para a outra ou até de um eixo para o outro, aumentando a estabilidade e a aderência do veículo – como no caso de Mitsubishi Lancer Evo, Subaru WRX e a linha quattro da Audi.

Há uma série de variações técnicas e diferentes recursos dentro dessas duas linhagens básicas de tração integral sob demanda e permanente (como picapes com tração 4×4 permanente e veículos de passeio com tração 4×4 sob demanda).

Mais importante aqui, porém, é perceber que os termos 4WD e AWD podem ter outro entendimento.

Por exemplo: um veículo com três eixos (seis rodas) e tração em apenas dois eixos (quatro rodas) pode ser classificado como 4WD, mas não como AWD, pois nem todas as rodas são motrizes.

Já uma motocicleta com tração nas rodas dianteira e traseira (sim, elas existem) é um veículo AWD, mas não 4WD, pois não possui quatro rodas.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Ernesto Rocha

    E existe moto com tração nas duas??

  2. José A. K. Joch

    Vou ousar corrigir o autor da reportagem: penso que ele está com informações defasadas sobre a tecnologia 4×4: creio que os últimos modelos que não tinham diferencial central eram as antigas Rural Willys, na década de 60 (aprendi a dirigir nelas). Atualmente todos os 4×4 têm diferencial central. O que os diferencia dos AWD é que os primeiros normalmente operam em 4×2 até que o motorista acione o sistema 4×4. Os AWD, por outro lado, não dão esta colher de chá para o motorista: o sistema é automático, sendo todas as rodas tracionadas permanentemente, ou o sistema escolhe automaticamente quais as rodas a tracionar, sem a intervenção do motorista.

  3. José A. K. Joch

    Complementando, como a tecnologia evolve rapidamente, alguns fabricantes sofisticaram o sistema de tração, e o motorista pode optar por 4×4 ou AWD (tive uma Mitisubishi Outlander com esta característica): o motorista pode escolher tração permanente nas quatro rodas, ou tração 4×2, ou automática, onde o sistema eletrônico de controle de tração escolhe como tracionar as rodas automaticamente.

  4. José A. K. Joch

    Exemplificando, tive um Audi A8 que tracionava permanentemente 50% do torque no eixo dianteiro e 50% no eixo traseiro (mesmo sistema dos Subaru), e atualmente tenho uma Volvo CX90 e uma VW Tiguan que tracionam normalmente o eixo dianteiro até o sistema perceber necessidade de tração no eixo traseiro, que é acionada automaticamente, sem interferência do motorista.