Mito ou verdade: seguro cobre danos por alagamentos?

Em tempo de chuvas, há cada vez mais casos de carros avariados por enchentes. Descubra se o seu seguro cobre esse tipo de ocorrência

Alagamento

Tentar atravessar um local alagado pode causar a perda da indenização

“O seguro não paga prejuízos causados por enchentes, nem queda de árvores”. Quem nunca ouviu esse boato por aí? A informação, porém, não é lá muito verdadeiro Danos causados por chuvas, como alagamentos e quedas de objetos, são cobertos totalmente pelas apólices de seguro compreensivo, o plano mais comum entre os que as seguradoras oferecem.

Caso se comprove que houve agravamento de risco desnecessário, como atravessar pelo alagamento por conta própria, aí sim a seguradora pode se recusar a cobrir as despesas das avarias provocadas. ​

“Em relação à cobertura do seguro automotivo em casos de danos causados por enchentes, a maior preocupação que o motorista deve ter é a de não se expor intencionalmente ao risco, ao tentar atravessar uma área alagada. As seguradoras realizam um laudo para entender as circunstâncias em que o carro estava no momento do sinistro e, se for indicado, através dos danos causados ao veículo, que houve exposição a um risco que poderia ter sido evitado, o segurado não receberá indenização.”, diz Mauricio Antunes, diretor de marketing da Bidu Corretora. 

Leia mais:

>> Como recuperar o carro que passou por uma enchente?

>> Video flagra Lamborguini atravessando alagamento

>> Cinco roteiros rodoviários para quem ama dirigir

Além de não atravessar inundações de forma intencional, também é indicado prestar atenção nos locais onde deixará seu veículo estacionado. Caso esteja parado em um local com risco de enchente, é necessário que o segurado avise de imediato a seguradora, indicando o local e as condições em que o veículo se encontra.

O carro inundou. O que fazer?

O cliente deve comunicar imediatamente seu corretor de seguros ou a central 24 horas de atendimento da empresa, solicitando um guincho para retirar o veículo do local. Ele poderá levar o veículo à oficina de sua preferência, mas não deve autorizar o conserto antes da liberação da seguradora. A liberação será feita por um técnico da empresa, que avaliará se o carro pode ser recuperado ou se houve perda total.

Confira quais são os fenômenos naturais inclusos na cobertura compreensiva:

• Ventos fortes

• Enchentes

• Chuva de Granizo

• Queda de objetos no carro

• Deslizamento de terra

• Incêndio

• Raios

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s