Como funciona a injeção de água para motores a combustão?

Injeção de água dentro do motor aumenta a potência e reduz consumo

Injeção de água

(Otavio Silveira)

Já na Segunda Guerra, alguns aviões de caça alemães tinham injeção de água em seus motores a pistão. Assim, aumentava-se a taxa de compressão e, ao mesmo tempo, resfriava-se as câmaras de combustão.

Mais de 70 anos depois, a Bosch traz o sistema à tona com o objetivo de aumentar a potência e reduzir emissões e consumo em motores modernos e que já sofreram downsizing.

De acordo com a empresa, 20% do combustível injetado no motor em altos regimes é perdido na refrigeração da câmara de combustão. É aí que entra a tecnologia WaterBoost, injetando água destilada no motor antes da combustão.

Isso reduz a temperatura na câmara e, consequentemente, a ocorrência de pré-ignição. Assim, o motor funciona melhor e o turbocompressor pode trabalhar com pressão maior.

Como a água evapora antes da combustão, não há problema com corrosão: seus vapores sairão pelo escape normalmente. Essa água fica em um reservatório de 5 litros. É pouco, mas suficiente para percorrer até 3.000 km. Não há problema em andar sem água, mas o rendimento do motor cairá.

A economia de combustível chega a 13%, com a consequente redução de emissões de 4% (face um aumento de 5% na potência), segundo a Bosch.

A tecnologia já foi aplicada no BMW M4 GTS, com motor 3.0 de 500 cv e cuja produção foi limitada em 700 unidades. Mas a Bosch pretende popularizar essa tecnologia a partir de 2019, quando também será utilizada por outras marcas.

Injetor de água fica no final do duto de admissão e utiliza a água que fica armaznada em um tanque no porta-malas

Injetor de água fica no final do duto de admissão e utiliza a água que fica armazenada em um tanque no porta-malas (Otavio Silveira)

A quantidade de água injetada na câmara de combustão é tão pequena que 5 litros de água destilada são suficientes para rodar até 3.000 km

A quantidade de água injetada na câmara de combustão é tão pequena que 5 litros de água destilada são suficientes para rodar até 3.000 km (Otavio Silveira)

Como esta tecnologia é usada com injeção direta, a gasolina é aplicada no momento certo da ignição e não se mistura com a água

Como esta tecnologia é usada com injeção direta, a gasolina é aplicada no momento certo da ignição e não se mistura com a água (Otavio Silveira)

A função da água é resfriar, mas a câmara de combustão é tão quente que a água injetada evapora quase que de imediato

A função da água é resfriar, mas a câmara de combustão é tão quente que a água injetada evapora quase que de imediato (Otavio Silveira)

 

Potência líquida

Graças à injeção de água, o BMW M4 GTS passou de 430 cv e 56,1 mkgf (números do M4 original) para 500 cv e 61,1 mkgf. O sistema utilizado nele tem reservatório específico no porta-malas, mas a Bosch diz que seria possível reaproveitar a água condensada pelo ar-condicionado.

Veja abaixo um vídeo da BMW mostrando seu funcionamento:

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Julio Rodrigues Neto

    Tecnologia é isto. Não é encher de “quebra-molas” as nossas avenidas, ruas e estradas.

  2. Luan Carvalho Andrade

    Muito boa esse tecnologia, quanto tá um litro de água destilada mesmo?